sexta-feira, 9 de julho de 2010

Colapso da traqueia

A traqueia é uma estrutura tubular que se encontra no pescoço e leva o ar até aos pulmões. É composta por vários anéis de cartilagem ligados entre si por tecido muscular. O colapso da traqueia é uma doença causada pela flacidez do músculo que suporta os anéis da traqueia fazendo com os anéis se achatem e a traqueia se torne mais estreita. Este estreitamento na passagem do ar provoca:

- Ruído respiratório

- Tosse persistente que piora com o exercício ou o uso de coleira

- Dificuldade respiratória (dispneia)

- Cansaço (principalmente após exercício)

- Cianose (língua arroxeada)

- Secreção nasal serosa ou sanguinolenta

- Ruptura da traqueia

Os animais mais afectados são de raças pequenas (menores que 10 kg de peso) e com idades superiores a 6 anos podendo ocorrer ocasionalmente em cães de raças maiores.

Para fazer o diagnóstico desta doença, além do exame físico do animal devem ser realizadas radiografias podendo também fazer-se fluoroscopia, ecografia ou traqueobroncoscopia. O tratamento médico consiste em administrar medicamentos que reduzam a inflamação da traqueia causada por esta obstrução e condroprotectores que ajudam a fortalecer a cartilagem impedindo que continue a achatar. Em casos mais graves e caso o colapso da traqueia ocorra na parte mais cranial pode ser feita uma cirurgia em que se colocam anéis que substituem os que estão colapsados.

O excesso de peso bem como o uso de coleira/estranguladora para o prender ou passear pioram os sinais clínicos. Em animais com esta doença é aconselhado o uso de um peitoral e deve ser evitado o exercício físico ou excitação intensos, principalmente em dias de calor.

Se o seu animal apresenta algum dos sinais clínicos que se seguem deve levá-lo ao veterinário para ser observado.

5 comentários:

  1. meu york começou a apresnetar esses sintomas depois de ter sido entubado para uma cirurgia de dente!!! a má intubação pode ter ocasionado essa doença??
    lilianyschunck@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Meu york tem um ano e três meses e quando tinha seis meses notei que ele estava com uma dificuldade para respirar após passar um momento de alegria um pouco exagerada. Ele puxou o ar com uma certa força por alguns segundos e depois voltou ao normal como se nada estivesse acontecido. Levei-o ao veterinário, fizemos vários exames e o médico constatou ser colapso de traquéia. Mas venho notado que em todos os lugares que procuro saber sobre esta doença, somente cães idosos ou obesos têm esse problema. É possível o colapso de traquéia acometer cães jovens ou o meu Théo é exceção?
    Obrigada pela atenção.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Marluce Santos, o Théo poderá ter espirro invertido:
    http://bichoscaprichosvet.blogspot.com/2011/09/espirro-invertido.html
    Boa sorte para o Théo.

    ResponderExcluir
  4. Meu bichinho tinha apenas falta de ar e cansaço aos exercicios! Fiquem atentos!

    ResponderExcluir
  5. Meu York tinha tosses em ocasiões de stress, alegria etc porém passava
    Na véspera do natal após passeio, estava tudo normal. Porem ao se confrontar novamente com situação de stress, em torno de 03,00 hs.madrugada de 25/12/2015, demorou cerca de 01 hora para passar porem retornava. Levei-o ao veterinário que aplicou uma injeção de diurético e nada mais. As crises vinham e passavam> Foi solicitado um médico cardiologista que ao examiná-lo disse não ter maiores problemas cardíacos que estava normal para sua idade 12 anos, fez pedido para exame de raio x (a 1ª vez que me pediram) eram 09,30hs de sábado 26/12/2015. Não cheguei a fazer, por volta de 24,00 hs voltou a crise sem cessar, levei-o a uma clinica veterinária que disse que aplicaria um antialérgico, aplicou oxigênio, inalação e finalmente intubação Cerca de 08,00 hs da manhã de domingo 27/12/2015 busquei o corpo de meu York. RECOMENDO PELA EXPERIENCIA, FAÇAM LOGO RAIO -X PARA DETECTAR O PROBLEMA E TRATAR. Espero ajudar.

    ResponderExcluir